Blockchain sem criptomoedas, inútil!

Recompensa do bloco, PoW e PoS

Postado por Bruno Garcia em 15 de Fevereiro, 2019

Introdução

Uma das grandes falácias atuais é que a Blockchain é algo revolucionário mas que as criptomoedas são inúteis. Atualmente podemos notar uma grande quantidade de start-ups que estão tentando introduzir blockchain em seu negócio, em sua maioria, apenas por hype e pela atração de investimento. Nesse artigo mostrarei o porquê "Blockchain sem criptomoedas" não faz sentido.

Blockchain

O que é blockchain?

Para entender o contexto desse artigo temos que entender primeiramente o que é Blockchain, onde surgiu e porquê. O termo Blockchain é bem genérico, e não há consenso sobre sua definição. O que podemos afirmar é que esse termo surgiu para "nomear" a arquitetura do Bitcoin. Não há menção sobre esse termo no whitepaper do Bitcoin, durante a implementação de Satoshi Nakamoto há apenas a menção sobre "block chain"  -  sim, separado  -  com o intuito de dizer "cadeia de blocos" e não como uma nomeação ou algo do tipo.

Mas, se o termo surgiu para "nomear" a arquitetura do Bitcoin faz sentido utilizar essa arquitetura senão em criptomoedas?

Por que blockchain sem criptomoeda não faz sentido?

Primeiro de tudo vamos entender como funciona a arquitetura do Bitcoin. No Bitcoin as transações são compostas por inputs e outputs, falando de maneira leiga, as transações são registros que indicam de onde as moedas estão vindo e para onde elas estão indo. Para você fazer uma transação, você precisa provar que é dono das moedas e portanto, você pode gastá-las. Isso é feito através de criptografia de chave pública. Quando uma transação ocorre, ela é colocada em uma mempool, como se fosse uma "lista de espera", dessa "lista de espera" os mineradores vão escolher algumas transações (obviamente que irão escolher baseado nas taxas da transação), incluí-las em um bloco e minerar esse bloco.

Há uma corrida muito disputada entre os mineradores, o mais rápido que conseguir minerar o bloco, vence a disputa e obtém a recompensa. Para conseguir ser "o mais rápido" os mineradores precisam dedicar muito recurso computacional a essa tarefa. E quanto mais recurso computacional dedicado, maior a segurança do Bitcoin.

Mas e no caso de criptomoedas Proof of Stake?

Ao invés de serem recompensados pelo recurso computacional dedicado, os "stakers" são recompensados pelo seu saldo "parado" e consequentemente pela validação dos blocos.

Mas e no caso da Nano?

A Nano utiliza o modelo de consenso delegated Proof of Stake, embora não há recompensa direta para os validadores na rede, o número de nodes na rede não para de crescer, isso porque há o interesse de muita gente em manter a rede funcionando. Esse interesse existe na Nano, porque além de ser extremamente barato rodar um node, muitas pessoas acreditam no projeto e o ganho embora não seja direto, pode ocorrer pela valorização da moeda e a utilidade frente aos meios atuais.

Por que não faz sentido Blockchain sem criptomoedas?

Vamos supor que há uma empresa desenvolvendo uma blockchain semelhante a do Bitcoin, mas ao invés dos blocos "armazenarem" transações eles vão "armazenar" textos. Se não é uma criptomoeda, de onde virá - de maneira descentralizada - a recompensa para manter a rede segura? Bem, se não há recompensa, o hashrate desse projeto não será alto e portanto, não será seguro.

Nesse caso, realmente possa existir pessoas com a intenção de manter o projeto seguro, como explicado no estudo de caso da Nano. Mas como no caso mostrado aqui, se a intenção do projeto for armazenar textos, a rede como um toda seria muito pesada, inviabilizando o investimento.

Outro ponto importante de ressaltar é que grandes empresas de tecnologias estão criando "blockchain" privadas, mas se compararmos essas "blockchains" com a arquitetura do Bitcoin, a similaridade é praticamente inexistente e muitos de seus usos não é proveniente da necessidade mas sim do "hype".

Descentralização tem um custo

Um sistema descentralizado dificilmente será mais eficiente do que um sistema centralizado, a descentralização tem custo, e não é barato. Se o seu produto/negócio não necessita de descentralização a ponto de abrir mão de eficiência, você deve ter cuidado, pois você pode estar querendo matar uma formiga com um canhão.